Guia Manhuaçu

Saúde

03/03/2020

Caso suspeito de Coronavírus em Mutum é mantido sob investigação

REDAÇÃO - Um caso suspeito de coronavírus em Mutum foi notificado neste domingo, 01/03, pelas autoridades de saúde. Ele consta no boletim epidemiológico divulgado na segunda pela Secretaria de Estado de Saúde. O caso está mantido sob investigação pelo Centro de Informações Estratégias em Vigilância em Saúde (CIEVS). A informação foi atualizada às 11:30 desta terça.

A paciente é de Mutum e estava em Portugal visitando os parentes, tendo começado a se sentir mal e retornado para a região.

Os profissionais da área de saúde de Mutum adotaram as medidas apropriadas e a paciente foi isolada e encaminhada para Belo Horizonte para fazer os exames complementares para confirmar ou não a suspeição.

A Superintendência Regional de Saúde de Manhuaçu fez o contato com o Centro de Informações Estratégias em Vigilância em Saúde (CIEVS) do Estado de Minas Gerais e o caso foi notificado como suspeito. Nesta segunda, no entanto, a suspeita de coronavírus foi descartada.

Na lista de casos em investigação, ainda constam ocorrências de suspeitas em pacientes em Ouro Preto, Viçosa e Ipatinga, além de outras doze cidades mineiras. Nenhum caso foi confirmado em Minas Gerais até 02 de março.

BOLETIM

Até agora, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais recebeu a notificação de 52 casos suspeitos de infecção humana pelo COVID-19 . Todas as notificações recebidas foram avaliadas e discutidas, caso a caso, com as autoridades de saúde do Ministério, Estado e municípios. A primeira suspeita em Minas Gerais foi notificada no dia 28 de janeiro de 2020 e até a Semana Epidemiológica 08/2020 do total de notificações, 48 (92,3%) que atendem a definição da OMS, permanecem em investigação, 04(7,7%) foram descartados e nenhum foi confirmado.

Dos casos em investigação, 27 (56,2%) são do sexo feminino e 21 (43,8%) do sexo masculino. A mediana de idade foi de 32 anos, variando de 01 e 67 anos. Com relação ao histórico de viagem, 39 (81%) referem viagem a países com circulação do Covid-19 como Itália, França, Inglaterra e Portugal e 9 (19%) não tem histórico de viagem, porém são contatos de casos suspeitos. Quanto a manifestação de sintomas, 37 (77%) apresentaram febre, 36 (75%) tosse, 20 (41%) dor de garganta, 05 (10%) dificuldade de respirar, 05 (10%) diarreia, 02 (4%) náuseas, 07 (15%) cefaleia, 09 (19%) coriza e 05 (10%) fadiga. Quanto a hospitalização, 19 (40%) necessitaram ser internados pós-atendimento.

Entre as semanas epidemiológicas 04 e 08 (22 de janeiro a 28 de fevereiro de 2020), o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) de Minas Gerais capturou 93 rumores sendo que 41 não atendiam o critério para suspeitar da infecção e foram excluídos.

Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br