Guia Manhuaçu

Saúde

27/01/2020

Superintendência de Saúde orienta população sobre riscos após enchente

REDAÇÃO - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, por meio da Superintendência Regional de Saúde de Manhuaçu, informa à população sobre cuidados necessários para diminuir os impactos à saúde causados pelas inundações:

Todos aqueles que não tiverem a real necessidade de ter contato com as águas das inundações, que não faça contato. Aqueles que precisarem ter contato, é importante que se protejam com botas e luvas.

As águas de enchentes podem transmitir muitas doenças, dentre elas leptospirose e hepatite, que são doenças graves e podem ser fatais. A água não deve ser ingerida em nenhuma hipótese, portanto, é expressamente contraindicado nadar em enchentes, tanto pelo risco de afogamento, quanto pelo risco de contrair doenças infecciosas.

A lama que se forma após o recuo das águas também é prejudicial à saúde, portanto, proteja-se durante as limpezas necessárias, o uso de botas impermeáveis é indispensável. Quando o sol sair e a lama secar, vem o risco de epidemia de conjuntivite, logo, evite passar as mãos em olhos e outras mucosas. Alimentos que tiveram contato com a enchente não devem ser consumidos.
O uso de hipoclorito (água sanitária) é recomendado na higienização de alimentos e também na limpeza de ambientes domésticos, comerciais, postos de saúde, escolas, entre outros. Em caso de manifestação de qualquer desconforto após o contato com as enchentes, procure a unidade de saúde mais próxima o mais rápido possível. Se possível leve seu cartão de vacina.

A Secretaria de Estado de Saúde também disponibiliza o site http://www.saude.mg.gov.br/alertachuva  onde a população encontra orientações, dicas e informações de proteção à saúde no período chuvoso.

Assessoria de Comunicação Saúde - SRS/Manhuaçu