Guia Manhuaçu

Geral

27/01/2020

Chuvas: Romeu Zema anuncia medidas do Governo do Estado na região

MANHUAÇU (MG) - O Governador Romeu Zema acompanhou de perto a situação na região de Manhuaçu neste domingo, 26/01. Durante a tarde, ele sobrevoou as cidades de Manhumirim, Alto Jequitibá, Alto Caparaó, Espera Feliz e Caparaó e esteve na cidade Manhuaçu para avaliar os danos causados pelas chuvas.

Em Manhuaçu, Zema percorreu alguns trechos acompanhado da Prefeita Cici Magalhães, do deputado estadual João Magalhães, na rua Antônio Welerson e na Baixada e Engenho da Serra. Depois, na prefeitura se reuniu com prefeitos de 21 municípios da região e autoridades para discutir medidas e buscar soluções para os problemas causados pelas chuvas.

Também estiveram presentes, o Secretário de Segurança, Mario Lúcio de Araújo. Secretária de Desenvolvimento, Elizabeth Jucá, Coordenador da Defesa Civil do Estado, Coronel Rodrigo, Presidente da ALMG, Agostinho Patrus, Presidente do TJMG, Dr. Nelson Messias, Procurador-geral do MPMG, Antônio Sérgio Tonet e a deputada estadual Celise Laviola.

O governador informou que assinou decreto declarando situação de emergência em 47 municípios mineiros, muitos deles da região. A Defesa Civil estadual irá mobilizar todos os órgãos estaduais nas ações de resposta e reabilitação dos cenários. O decreto também facilita a aquisição de bens necessários para as atividades visando à recuperação das cidades.

“Tanto o Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, como o governo federal têm se empenhado para que as áreas atingidas sejam reparadas o quanto antes. A grande prioridade no momento é ajudar essas pessoas. E assim que o tempo melhorar e os danos forem levantados, nós daremos prosseguimento com essa reparação. O próprio ministério do Desenvolvimento Regional vai receber, a partir dessa semana, das próprias prefeituras e da nossa secretaria de Infraestrutura e Mobilidade, aquilo que já há de danos com mais detalhes para que ele possa separar alguma verba, para que essas obras sejam feitas com a maior agilidade possível”, afirmou.

Zema também lamentou as mortes em decorrência dos acontecimentos. Ele declarou luto oficial no Estado de Minas Gerais por três dias em sinal de pesar pelas vítimas.

Aos prefeitos, Zema garantiu que “obras de infraestrutura deverão ser feitas assim que o tempo possibilitar, principalmente aquelas que estão impedindo algum tipo de acesso, mas nossa prioridade no momento é a ajuda humanitária. Já disponibilizamos toda a estrutura da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, todas as suas unidades estão disponíveis para receber mantimentos não perecíveis, produtos de limpeza, de higiene pessoal, também colchões e lençóis”.

A Prefeita Cici Magalhães pediu que o Estado volte sua atenção para os municípios da região, lembrando que as chuvas causaram estragos em todas as cidades e na zona rural. “Tivemos estragos enormes e não temos como dimensionar o tamanho do prejuízo de centenas de famílias e comerciantes. A economia das cidades foi destruída. A gente quando se depara com uma tragédia dessas e fica totalmente abalada. O maior pedido que temos é que reconheça a nossa região do Caparaó, dê uma atenção especial para a gente nesse momento tão triste”, pontuou.

Já o deputado estadual João Magalhães reforçou que é preciso dar apoio à população e às prefeituras. “É importante a presença do Estado e da União junto com os municípios para ajudar a reconstrução. A exemplo de outras enchentes, o Estado foi presente colocando o BDMG à disposição dos empresários que foram atingidos e perderam quase tudo ou mesmo tudo. Isso é importante para a região. Temos que apoiar a nossa população e os nossos comerciantes”.

Além disso, João Magalhães pediu que o Estado antecipe os recursos das prefeituras afetadas.  “Conversei com vários prefeitos e a maioria está colocando as contas em ordem agora, devido aos repasses atrasados do FPM. Em nome deles, pedi que o governador libere total ou parcialmente as parcelas já homologadas no Tribunal de Justiça dos repasses dos municípios para que possam fazer as obras emergenciais”.

Durante a reunião, secretários de estado e representantes da Defesa Civil também prestaram esclarecimentos e orientações aos prefeitos das cidades sobre procedimentos.

Carlos Henrique Cruz - Com informações da Agência Minas e Fotos Divulgação e Imprensa/MG Gil Leonardo