Guia Manhuaçu

Polícia

01/10/2019

PC prende mulher suspeita de ajudar em homicídio em Mutum

MUTUM (MG) - Depois de prender o empresário suspeito de ser o mandante do assassinato do comerciante Erivaldo Pereira dos Santos, a Polícia Civil de Mutum prendeu outra pessoa acusada de envolvimento no homicídio.

Nesta segunda-feira, 30/09, policiais da delegacia de Mutum localizaram e prenderam uma mulher de 21 anos.

Segundo a Polícia Civil, durante as investigações, apurou-se que a mulher foi ao bar supostamente para comprar bebida. Os policiais apontaram que ela foi ao local, na realidade, para verificar a chegada de Erivaldo.

Imagens das câmeras de segurança mostram que, logo após a visita da suspeita, o executor do homicídio, D. C. S., de 31 anos, chegou ao local e atirou várias vezes em Erivaldo.

Com a prisão preventiva da mulher, a Polícia Civil deu suporte ao Ministério Público e à Justiça para o início da instrução criminal.

A suspeita foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil e depois para o presídio à disposição do Judiciário.

Os policiais continuam os levantamentos na tentativa de localizar o terceiro acusado: o executor do homicídio.

MANDANTE

A Polícia Civil de Mutum prendeu o comerciante de 39 anos acusado de ser o mandante do homicídio ocorrido em maio, num bar da cidade. A ação foi na madrugada de sábado, 28/09.

O CRIME

O comerciante, Erivaldo Pereira dos Santos, 31 anos, foi morto a tiros dentro do bar dele, na entrada de Mutum, na MG-108. O crime foi no dia 23/05.

Segundo a ocorrência da Polícia Militar, imagens das câmeras de segurança, mostram que um homem chegou numa motocicleta, desceu a rampa e foi até o caixa.

Testemunha contou que ele pediu uma cerveja e, ao mesmo tempo, efetuou vários tiros contra a vítima. Erivaldo foi baleado na cabeça e no pescoço quatro vezes. O comerciante morreu no local.

Com informações da Polícia Civil