Guia Manhuaçu

Geral

28/04/2019

Modelo manhuaçuense morre durante desfile da São Paulo Fashion Week

SÃO PAULO (SP) - O modelo manhuaçuense Tales Soares, 26, faleceu após ter um mal súbito na tarde deste sábado (27/04), durante desfile da grife Ocksa, na São Paulo Fashion Week. 

Tales Cotta, nome como era apresentado, passou mal na passarela, tropeçou e caiu. Ele chegou a ser atendido por uma equipe de socorristas, mas não resistiu. "Estamos prestando toda a assistência necessária neste momento", afirmou a SPFW em comunicado Após desmaiar na passarela, Soares foi levado para o lado de fora do espaço dos desfiles, a Arca, na zona oeste de São Paulo. Os bombeiros tentaram reanimá-lo e, na sequência, o levaram ao Pronto Socorro Municipal Lapa. A hipótese é de que ele tenha sofrido um ataque epilético.

"Nas últimas mensagens que ele me mandou, me pediu que assistisse aos desfiles, que ele usar uma roupa linda e que, neste ano, ia se consagrar nas passarelas", lembra o amigo Faelo Riberio, dona da agência All Models, do Espírito Santo, primeira da qual Soares fez parte. 

"Éramos muito amigos. Ele sempre dizia que, quando estivesse na passarela, eu estaria com ele. Tales morreu fazendo o que mais amava."

Soares morava em São Paulo desde 2017 e, na capital paulista, fazia parte do casting da agência Base. Era modelo desde os 18 anos. Mineiro da cidade de Manhuaçu (Minas Gerais), fez faculdade de Educação Física na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo).Foi nessa época que começou a modelar, sendo agenciado pela All Models. 

Seu primeiro grande evento foi em julho de 2018, na Casa de Criadores, conhecido por lançar novos nomes do universo da moda no Brasil. Depois, em outubro, estreou na SPFW, em desfile da grife Ratier. Na edição deste ano, voltou a desfilar pela marca na sexta-feira (26).

Ele era vegetariano e, segundo alguns modelos que estavam presentes no desfile da Ocksa, ele estava nervoso porque não havia comido. Disse que não havia refeição desse tipo no camarim.

Pelo Instagram, a Ocksa lamentou o falecimento do modelo. "Toda equipe está consternada", afirmaram. "Nossas sinceras condolências à família do Tales e aos amigos da agência Base".

Segundo Ribeiro, o modelo foi desacreditado no início da carreira por ser considerado baixo. Soares tinha 1,83m. "Ele foi negado por uma agência na qual eu trabalhava, torceram o nariz, diziam que não era alto o suficiente", lembra. "Quando abri a minha, a All Models, trouxe ele para fazer parte. Tales sempre foi um exemplo de persistência."

Com informações do UOL