Guia Manhuaçu

Agronégocios

01/11/2018

Matas de Minas lidera entre os classificados no Concurso Estadual

REDAÇÃO - Já são conhecidos os nomes dos classificados para a segunda etapa do 15º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Ao todo, foram aprovadas 211 amostras para a nova fase. O concurso é considerado o maior do país e teve, neste ano, um total de 1892 inscritos. Região das Matas de Minas tem o maior número de amostras selecionadas na edição deste ano.

 Para esta sequência, foram classificados apenas os cafés que atingiram o mínimo de 84 pontos, de acordo com as normas da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA).

Agora, os selecionados irão passar por mais uma análise física e sensorial. Os produtores aprovados têm até o dia 9 de novembro para entregar uma nova amostra do café, nos escritórios da Emater-MG. 

“A qualidade das amostras este ano foi muito boa. Apenas 10% delas foram reprovadas, não chegando a participar do sistema de pontuação por causa da umidade inadequada”, explica o gerente regional da Emater-MG em Guaxupé, Willem de Araújo, que também é o coordenador do concurso.

A partir de 14 de novembro, uma equipe de especialistas iniciará a nova bateria de análises, no Centro de Excelência do Café, em Machado, no Sul de Minas Gerais. Serão escolhidas 24 amostras finalistas, divididas em duas categorias. Os classificados estarão na solenidade de encerramento, onde serão feitos o anúncio dos vencedores (regionais e estaduais) e a premiação. O concurso também irá destacar o melhor café produzido por uma mulher. O evento está previsto para o início de dezembro, em Belo Horizonte. 

Uma das categorias do concurso é a do Café Natural. Neste sistema, o café recém-colhido, após passar por um processo de lavagem, é levado para secar. A outra categoria é a do Café Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado. Estes tipos de café são lavados e há uma separação dos frutos verdes e secos dos frutos maduros. Depois, eles passam por um descascador e só depois seguem para secagem. No caso dos cafés despolpados e desmucilados, há ainda uma fase na qua  o produto passa por um tanque de fermentação.

O 15º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é promovido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Emater-MG e Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe).

Regiões produtoras

A região das Matas de Minas vem, a cada ano, se consolidando como a principal referência de cafés de qualidade no estado, de acordo com o coordenador do concurso Willem de Araújo.  Nesta edição, a região teve o maior número de classificados para a segunda etapa, com 105 amostras. Em seguida, vieram as regiões do Sul de Minas (59 amostras), Cerrado (38 amostras) e Chapada de Minas (9 amostras).

Em 2017, os vencedores estaduais das duas categorias também saíram da região das Matas de Minas, ambos do município de Espera Feliz.  Na categoria Café Natural, o campeão foi Onofre Alves de Lacerda. Já na categoria Café Cereja Descascado/Desmucilado ou Despolpado, o prêmio foi para a cafeicultura Sebastiana de Oliveira Faria.

Os campeões do ano passado são atendidos pela Emater-MG e participam do Certifica Minas Café. Trata-se do maior programa de certificação de propriedades cafeeiras do Brasil, realizado pela Seapa, Emater-MG e o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Uma das premiações no concurso de 2017 foi uma viagem técnica de cinco dias à Colômbia. A visita ao país vizinho, referência na produção de café da qualidade, foi oferecida pela Atlantica Coffee, patrocinadora da competição. Na foto, o grupo de premiados do ano passado durante a visita técnica.

Categoria Café Natural

 

NOME

 

MUNICÍPIO

Abraão Júnior Belo Martins

Araponga

Adeildo Marinho Dias

Martins Soares

Ademir Abreu de Lacerda

Espera Feliz

Adenir Lemos dos Santos

Durandé

Alair Andrade do Nascimento

Reduto

Alípio Assumpção dos Santos

Alto Jequitibá

Ângela Ap. Belo Martins

Araponga

Bruna Tavares da Silva

Alto Jequitibá

Bruno Euclides Martins Schuab

Manhumirim

Carlizany Cordeiro da Silva

Alto Jequitibá

Cláudia Helena Cardoso Fernandes

Alto Jequitibá

Claudiana Medeiros Lacerda

Espera Feliz

Délcio Klem da Silva

Manhumirim

Edmar Lopes

Araponga

Elias Sérgio Cardoso

Sericita

Elieser Carmelito da Silva

Santa Margarida

Eliezer dos Reis Coelho

Sericita

Eliomar Moreira do Carmo

Santa Margarida

Harlei Aguiar Lacerda

Abre Campo

Helena Ramos Pereira

Manhuaçu

Hélio Lelis Rezende

Araponga

Hélio Pinheiro Gomes

Manhumirim

Izabel Quintela Soares

São Domingos das Dores

Janete Morone

Manhuaçu

João da Silva Neto

Araponga

Joaquim Carmelito da Silva

Santa Margarida

Joel Gripp Júnior

Alto Jequitibá

José Alexandre Abreu de Lacerda

Espera Feliz

Josias Gomes

Espera Feliz

Júlia Alves Pereira dos Santos

Luisburgo

Luiz Mauro Miranda

Araponga

Manoel Protázio de Abreu

Espera Feliz

Marcílio Rodrigues Lopes

Caratinga

Marcos Henrique da Silva

Manhuaçu

Marildo Ananias Quintino

Manhuaçu

Marlene de Fátima da Silva

Abre Campo

Marlene do Carmo Diniz Marcial

Manhuaçu

Paulo Gomes

Espera Feliz

Paulo Rodrigues de Oliveira

Manhumirim

Pedro Messias de Oliveira

Manhuaçu

Reinaldo Garcia dos Santos

Luisburgo

Romeu Horácio de Paula

Santa Margarida

Rosivani Q. de Oliveira Lacerda

Abre Campo

Rubens Garcia dos Santos

Luisburgo

Samuel Almerindo Mendes

Santa Margarida

Sávio Abreu Oliveira

Espera Feliz

Sirlei Aparecida Pereira Pires

Manhuaçu

Stefane Horsts Ferreira de Melo

Manhumirim

Valquíria Gonçalves Bastos

Santa Margarida

Vanusa Aparecida de Araújo

Manhuaçu

Victor Lopes Alves

Carangola

Wenison de Faria Lopes

Santa Bárbara do Leste

Wuilham Pereira Soares

Fervedouro

 

Categoria Café Descascado/ Despolpado

 

Adalson Nogueira Evaristo

Espera Feliz

Afonso Donizete Abreu de

Lacerda

 

Espera Feliz

Alexandre José Correa

Piedade de Caratinga

Andréia Macedo Ramos Rezende

Araponga

Antonio César Júnior

Espera Feliz

Antônio Otávio Fernandes de

Araújo

 

Inhapim

Carlos Sérgio Sanglard

Araponga

Célio Miguel da Silva

Manhuaçu

Claudiana Medeiros Lacerda

Espera Feliz

Dagmar Resende Pimenta

São S. do Paraíso

Dimas Mendes Bastos

Araponga

Edio Anacleto Miranda

Araponga

Elieser Carmelito da Silva

Santa Margarida

Fábio Protázio de Abreu

Espera Feliz

Frederico Lemos Neto

Durandé

Galdino José Gomes Carlos

Araponga

Gean Obolari Protásio

Espera Feliz

Geraldo Antônio da Paixão

Manhuaçu

Graziele Dias Damasceno

Araponga

Hernando João Lopes

Caratinga

Horácio Antonio de Moura

Simonésia

João da Silva Neto

Araponga

José Alexandre Abreu de Lacerda

Espera Feliz

José Carlos Vinha

Inhapim

José Dutra Sobrinho (espólio)

São João do Manhuaçu

José Evangelista Pereira

Manhuaçu

José Ferreira Teixeira

Espera Feliz

José Mauro Miranda

Araponga

José Odair Rodrigues Francisco

Espera Feliz

José Pedro Marques de Araújo

Manhuaçu

José Rocha

Manhuaçu

Josiane Aparecida de Lima

Araponga

Júlia Alves Pereira dos Santos

Luisburgo

Júlia Maria de Lacerda Gomes

Espera Feliz

Leônio Carlos Filho

Araponga

Luiz Mauro Miranda

Araponga

Margarida Aparecida Couto Lopes

Caratinga

Maria Aparecida P. Medeiros

Araponga

Nei Marcos da Silva

Divino

Odeir Schott

Manhumirim

Paulo Henrique Miranda

Araponga

Pierre Sanchez de Mattos

Santa Margarida

Raimundo Dimas Santana Filho

Araponga

Reinaldo Garcia dos Santos

Luisburgo

Rubens Garcia dos Santos

Luisburgo

Sandra Leles da Silva

Araponga

Sebastião Altair de Souza

Manhuaçu

Sérgio Henrique Viana Maciel

Coimbra

Simone A. Dias Sampaio Silva

Araponga

Thiana M. B. Luvizotto Vinha

Imbé de Minas

Valdinei Rezende Leles

Araponga

Walace Ferreira Pedrosa

São Francisco do Glória

Zélia de Faria

Manhuaçu