Guia Manhuaçu

Polícia

22/09/2018

Jovem fica gravemente ferido em acidente em brinquedo de parque de diversões

LUISBURGO (MG) - Felipe Moreno, 19 anos, morador do bairro Engenho da Serra, em Manhuaçu feriu-se gravemente num brinquedo conhecido como samba, no parque de diversões, na festa de Luisburgo, no inicio da madrugada deste sábado, 22/09.

Segundo informações passadas pelos familiares, Felipe e alguns amigos estavam na festa e pouco depois da meia-noite de sexta para sábado, 22/09, foram dar uma volta no brinquedo.

O chamado Samba mistura movimento de giro, enquanto balança pra cima e para baixo. Durante o momento em que estava no brinquedo, conforme o vídeo que um dos amigos gravava no momento, Felipe foi projetado para fora, sofrendo um traumatismo craniano grave.

“Os amigos deles filmaram a cena com celular. A imagem mostra meu filho sendo jogado pra fora do brinquedo. Ele bateu com a cabeça na estrutura de ferro, numa altura de uns 4 metros do chão”, disse João Batista, pai de Felipe.

O jovem foi socorrido à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Manhuaçu por uma ambulância da Prefeitura de Luisburgo. “Os responsáveis pelo parque não fizeram nada. Fui no quartel da Polícia Militar em Luisburgo, mas não consegui contato com a polícia. Então vim para a UPA, de onde acionei o batalhão. Meu filho está na UTI em estado gravíssimo e nós não sabemos o que fazer”, completa.

Na manhã deste sábado, a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros de Manhuaçu e Perícia Técnica da Polícia Civil compareceram ao local do acidente. “Quanto à questão de documentação para funcionamento foram todos apresentados ao Corpo de Bombeiros e de acordo com exigências da lei, estava de acordo. Agora o Perito compareceu no parque, o brinquedo está interditado até que o proprietário apresente os relatórios de manutenção, atestado pelo engenheiro que assinou a documentação”, explicou Subtenente Freitas, da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Manhuaçu.

Procurados por nossa reportagem, os responsáveis pelo parque de diversões, não quiseram se manifestar.

Jailton Pereira - jailton@portalcaparao.com.br