Guia Manhuaçu

Polícia

05/09/2018

Polícia Militar prende envolvidos em tráfico em Simonésia

SIMONÉSIA (MG) - A ação policial militar em Simonésia nesta segunda-feira, 03/09, conseguiu bons resultados no combate ao tráfico de drogas no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Pela manhã, policiais militares foram até o bairro para uma operação a partir de uma denúncia de comércio de entorpecentes. A informação era de que o jovem de 19 anos havia acabado de entregar drogas a um motociclista.

O autor tentou fugir, mas foi alcançado pelos militares. Ele carregava 780 reais em dinheiro, duas buchas e um cigarro de maconha.

Na casa do jovem, a PM encontrou um revólver calibre 32 com seis munições intactas.

O autor foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil em Manhuaçu. O motociclista não foi localizado.

TIROS

A partir da primeira ocorrência houve um segundo registro no bairro relacionado à disputa pelo tráfico por grupos rivais. Houve troca de tiros entre bandidos.

Equipes da Polícia Militar foram chamadas após os disparos e fizeram levantamentos que levaram à prisão de seis pessoas por tráfico de drogas, disparo de arma de fogo, corrupção de menores e uso e consumo de drogas, bem como foram apreendidos diversos materiais utilizados para a prática de crimes. Dois elementos conseguiram escapar, mas foram identificados.

Na segunda ocorrência, foram apreendidas cinco buchas de maconha; um papelote de cocaína, um binóculo (para observação da chegada da polícia no bairro), uma sacola contendo pinos plásticos para embalar drogas, três celulares e dois cartuchos calibre 22.

Segundo a PM, o motivo da confusão é uma rixa que tem ocorrido no Bairro Nossa Senhora Aparecida pela disputa da venda de entorpecentes na localidade.

Durante as buscas pelos autores, numa das casas, uma jovem resolveu desacatar os policiais militares e passou a fazer diversas ofensas. Ela foi apreendida e depois começou a destratar a conselheira tutelar também.

No local, a PM encontrou dois autores de tráfico.

Os materiais e envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Manhuaçu.

Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br