Guia Manhuaçu

Polícia

01/12/2017

Advogados conseguem libertar mulher presa por engano

SIMONÉSIA (MG) - Foragida da Justiça de Visconde do Rio Branco é presa em Simonésia. No entanto, advogados argumentam que a mulher detida nesta quinta 30/11, na região de São Vicente, zona rural, não tinha qualquer relação com o crime. Ela foi libertada no ínicio da noite.

De acordo com o boletim de ocorrência, Maria Imaculada de Oliveira cometeu o crime de furto no dia 08 de outubro de 2006 na cidade de Visconde do Rio Branco, tendo furtado seis mil reais com dois comparsas – que foram presos e processados.

Maria Imaculada estava foragida desde essa data. Nesta quinta-feira, ao procurar o setor de identificação da delegacia de Simonésia, a moradora da zona rural acabou sendo detida e encaminhada ao presídio de Manhuaçu.

Os advogados de Maria Imaculada de Simonésia, presa nesta quinta, afirmam que ela é inocente. A verdadeira envolvida residiria em São José do Mantimento.

Os advogados Geraldo Terra e Iara Carvalho Terra empenham todos os esforços para que seja corrigido esse erro, a Justiça seja feita e Maria Imaculada seja colocada em liberdade.

A mulher que supostamente cometeu o crime tem 35 anos e a que foi presa tem 53 anos. “Prenderam uma inocente aqui em Simonésia. Elas têm nomes iguais, mas essa daqui é uma pessoa simples, humilde. Felizmente, no início da noite saiu a confirmação da liberação dela”, afirma o advogado Geraldo Terra.

O pedido de revogação de prisão foi protocolizado na comarca de Visconde do Rio Branco. Mesmo assim, a mulher ficou mais de 24 horas detida

Divino Augusto - Portal Simonésia - Giro 21